Que tal olhar o mundo de outro ângulo?

Primeiro dia útil do ano, estou refletindo sobre os bate-papos que tive em tantos encontros nesse final de 2016.



Encontrei muitas pessoas entre amigos próximos, conhecidos e familiares, foram muitos temas abordados nas conversas. Penso na riqueza de ideias e opiniões que tive a oportunidade de ouvir, tantos pontos de vistas diferentes e tantas formas de olhar para uma mesma situação.


Nos grupos que presenciei, existem aqueles que lutam bravamente por suas ideias e crenças, outros que colocam suas opiniões na mesa, mas não lutam com tanto afinco e também aqueles que observam mais e falam menos.


O que percebo é que seja nas relações pessoais ou profissionais muitas atitudes e palavras são imediatamente julgadas como certas ou erradas. Mas que o que está em jogo quando são feitos os julgamentos? O que está certo ou errado? Ou ainda mais o que É certo e o que É errado?


As coisas são universalmente certas ou erradas, ou isso depende do contexto que cada um vive?


A tendência mais comum do ser humano é querer mudar o outro, esquecendo que somos pessoas únicas, muitas vezes agimos de forma egoísta querendo que os outros mudem para se adequar a nossa realidade.


Te convido nesse ano de 2017 a sempre que tiver oportunidade mudar sua perspectiva, colocar os sapatos dos outros, quebrar o muro dos seus paradigmas e olhar o mundo de outro ângulo, pode ser que a experiência seja bem interessante.