Como você reage diante de novos desafios?


Lembro quando meu sobrinho ainda não tinha completado um ano e ganhou um carrinho desses em que a criança se senta e empurra com os pés. No início ele teve medo, mas aos poucos foi adquirindo segurança e pedindo para as pessoas o empurrarem. Com a prática, adquiriu habilidade e foi ficando mais confiante; não precisava mais ser empurrado, andava com as próprias pernas. Sua confiança foi aumentando e a velocidade do carrinho também.

O tempo passou rápido, ele cresceu e não eram mais os pés que ficavam no chão, mas sim os joelhos. Foi nessa fase que ele ganhou algo novo: um triciclo. Acreditávamos que ele trocaria o velho pelo novo imediatamente, mas isso não ocorreu. Por mais que lhe falássemos que depois do triciclo andaria em uma bicicleta, que ele sempre observava na rua, aquele menino parecia confortável com o seu brinquedo e andar no triciclo era algo muito desafiador para ele, que pedalava fazendo uma força imensa e movimentava-se lentamente.

Certo dia, quando uma pessoa em sua casa retirava algumas doações, ele tomou uma atitude e cheio de autoridade, disse: “Leve o meu carrinho”. Desse dia em diante, enfrentou o desafio de subir no triciclo, fazer força para pedalar e dia após dia aumentar sua velocidade.

“A vida é cheia de desafios. Aceite-os como uma oportunidade para crescer.”

Johnny De Carli

Quantas vezes deixamos de encarar novos desafios e seguimos no mesmo patamar? Existem muitos fatores que podem nos deixar nessa situação. Seguem alguns deles:

MEDO – O medo algumas vezes nos protege de situações de risco, como quando buscamos atravessar a rua na faixa de pedestres para não sermos atropelados. No entanto, fora da medida pode limitar nosso crescimento. Sabe aquela proposta de morar em outra cidade ou até mesmo outro país que nos causa tanto receio? Ou o medo de fazer uma apresentação em público? Você já pensou em quantas oportunidades perdeu pelo medo?

CRENÇAS LIMITANTES – As crenças limitantes nos fazem crer em algo como verdade, a maioria das vezes sem nenhum questionamento se aquilo é realmente verdadeiro. Se você diz “eu não consigo me organizar” ou “eu não sou bom o suficiente para assumir essa vaga”, dificilmente conseguirá dar um passo rumo ao seu objetivo.

“ZONA DE CONFORTO” – Apesar do nome, não se trata de uma zona confortável. Trata-se de uma zona conhecida, onde não se arrisca e as coisas são aceitas como estão. Você pode estar há anos na mesma função e não se sentir realizado, no entanto, não toma nenhuma atitude a respeito.

Vencer o medo, substituir crenças limitantes por crenças fortalecedoras e sair da zona de conforto são atitudes importantes para atingir o sucesso em qualquer área da nossa vida.

A vida é um contínuo processo de crescimento e requer coragem e atitude para darmos os próximos passos. Para isso, é fundamental definir objetivos e fixar os olhos neles. Stephen R. Covey diz, em seu livro “Os 7 hábitos das pessoas altamente eficazes”, diz que se deve começar com um objetivo em mente, pois isso significa saber para onde se está seguindo, de modo a compreender melhor onde se está agora e dar os passos sempre na direção correta.

Você tem em mente seus objetivos? Quais são? Você tem fixado seu olhar neles?

"Olha sempre para a frente, mantém teu olhar fixo no objetivo a ser alcançado."

Provérbios 4:25

Renata Trinta

Professional and Expat Coach

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por ReTkink