O que importa é o caminho

Eu sempre fui o tipo de pessoa que quando termina uma viagem, já está planejando a próxima. Dessa vez foi diferente, em outubro quando terminaram minhas últimas férias eu realmente não sabia qual seria meu próximo destino.

Passaram-se alguns meses e defini que queria algo que tivesse contato com a natureza, trilhas, cachoeiras e me ajudasse no meu processo, sem fim, de autoconhecimento. Mas até então não sabia qual era esse lugar. Acontece mais ou menos assim nas nossas vidas, hora sabemos exatamente onde queremos chegar, em outros momentos precisamos ir mais afundo para descobrir.

No feriado de 01 de maio estava com meu marido na praia, rolando a tela do Facebook, vi a foto de um contato que estava recordando 12 anos de ter realizado o Caminho de Santiago de Compostela.

Fiquei arrepiada. Falei é isso, exatamente isso que estou buscando. Compartilhei com o meu marido a ideia e na mesma hora ele falou fechado, precisamos apenas estudar direitinho como faremos esse Caminho.

Desse momento em diante eu já tinha um objetivo, mas ainda não sabia ainda como chegar nele, quais eram os primeiros passos, equipamentos que precisaria, como me preparar fisicamente e mais um montão de coisas que precisava saber.

Entrei em blogs, sites, grupos de Facebook e fui em busca de mais informações sobre o Caminho.

Dei um prazo de uma semana e meia para comprar as passagens, tempo de avaliar se esse era mesmo o caminho que eu queria seguir ou se não foi algo totalmente levado pela minha emoção daquele momento.

Cada reportagem, cada história que eu lia ficava novamente arrepiada e me visualizava nessa jornada. Costumo dizer que, se eu consigo ver, eu consigo viver. Muitas das minhas decisões profissionais e pessoais foram fechando os olhos e me vendo naquele lugar que gostaria de estar, e assim decidi que minhas férias dessa vez seguiriam um caminho muito diferente dos que já vivi.

No dia 08/05 as passagens com destino a Madri foram compradas. O caminho tem 800 Km e leva de 30 a 35 dias para ser percorrido.

Costumo tirar férias de até 15 dias para não me afastar muito dos processos de coaching com os meus coachees/clientes. Dessa forma tomei a decisão de fazer a última parte do Caminho, que vai de Sarria a Santiago de Compostela, tem 115 km e leva em torno de sete dias. Serão boas horas de caminhada por dia e eu realmente preciso me preparar para isso.

Tenho alguns desafios pela frente, mas vamos que vamos, vivendo um dia de cada vez.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

© 2016 por ReTkink